Turistas dos EUA, Austrália, Canadá e Japão não precisam de visto para o Brasil

Turistas dos EUA, Austrália, Canadá e Japão não precisam de visto para o Brasil

O decreto 9.7311, assinado pelo presidente Jair Bolsonaro, torna isento qualquer turista dos EUA, Austrália, Canadá e Japão que queira visitar o Brasil a partir de 17 de julho de 2019.

É importante destacar que estamos falando aqui do visto de turismo para aqueles que desejam fazer um intercâmbio cultural. A estadia pode ser de até 90 dias, prorrogável pelo mesmo período, desde que não ultrapasse 180 dias, a cada 12 meses, contados a partir da data da primeira entrada no Brasil.

Caso ultrapasse o prazo estipulado de permanência no Brasil, o turista dos EUA, Austrália, Canadá ou Japão estará ilegal e sujeito as medidas cabíveis do governo brasileiro.

Incentivo ao setor do turismo

A medida de isenção de visto para turistas dos EUA, Austrália, Canadá e Japão foi tomada após experimento da emissão de vistos eletrônicos no último ano.

Essa iniciativa provocou um aumento de 35,23% no fluxo de turistas destes países em visita ao Brasil. A expectativa é que essa facilitação gere um impacto de US$ 1 bilhão na economia do setor.

Se as projeções se confirmarem, serão 217,8 mil novos turistas no Brasil em 2019, uma excelente notícia para donos de hotéis, pousadas, bares e restaurantes. A intenção do governo ao isentar turistas dos EUA, Austrália, Canadá e Japão é chegar a 12 milhões de visitantes por ano até 2022.

Vale destacar que a isenção de visto para turistas americanos, canadenses, australianos e japoneses não elimina o uso do passaporte.

Para entrar no Brasil, turistas desses países devem possuir passaporte válido com viagens para fins de turismo de lazer e de negócios, realização de atividades artísticas ou desportivas ou em situações excepcionais por interesse nacional.

Além de entender as regras e expectativas diante da adoção de isenção para turistas dos EUA, Austrália, Canadá e Japão, veja aqui quais são as melhores cidades do mundo para morar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *