Brechó online: uma descoberta interessante no meu intercâmbio aos Estados Unidos

Entenda o funcionamento de um brechó online

Eu sempre amei moda e estive antenada nas tendências por meio dos blogs e redes sociais. Porém, nunca tinha visto de perto como funciona um brechó online antes do meu intercâmbio aos Estados Unidos, no fim do ano passado.

Fiquei surpresa em saber que existe uma plataforma online que vende produtos seminovos de uma maneira tão prática! Nos Estados Unidos, esse mercado second hand – ou seja, de “segunda mão”, usados – é muito difundido entre os jovens, principalmente.

Pelo fato da moda ter adquirido um caráter mais sustentável, as pessoas estão consumindo com muito mais consciência, pensando no desperdício e como ele afeta o meio ambiente. Sendo assim, alternativas como a de um brechó online chegam para ajudar nesse cenário atual.

Durante o meu intercâmbio cultural, eu conheci duas moças americanas que têm um brechó online, elas me contaram tudo a respeito de como funciona o mercado de second hand, a compra e a venda na plataforma online e tudo mais.

Hoje vou compartilhar com vocês essa descoberta bastante interessante da moda online.

Leia também:

Mercado second hand

Um terço dos consumidores está comprando mais itens no mercado second hand do que em comparação ao último ano, principalmente as mulheres que adoram peças vintage e da moda de luxo, de acordo com dados de uma pesquisa realizada pela Global Market Insite (GMI).

Um dos motivos para o aumento da demanda é que as pessoas estão se preocupando mais com a vida financeira, elas visam o custo-benefício no momento da compra. Pelo menos 25% das mulheres compram diferentes tipos de roupas, sapatos, bolsas e acessórios nos brechós online.

Os americanos adoram a conveniência de fazer compras em casa e economizar dinheiro no mercado second hand e, no atual clima econômico, as pessoas sempre procuram alternativas de poupar.

Na verdade, elas não apenas compram bens usados, mas também vendem para os brechós online os produtos que já possuem.

O sucesso dos brechós nos Estados Unidos

O mercado de second hand nos Estados Unidos cresceu 21 vezes mais rápido do que as vendas no varejo de roupas novas nos últimos três anos. Atualmente, vale cerca de US $24 bilhões e deve chegar a US $51 bilhões até meados da próxima década.

Para muitos, comprar roupas usadas costumava ter um estigma: você precisava ir a lojas de caridade e brechós quando não tinha alternativa. Não mais! O mercado dos brechós online é um grande sucesso e parece que todo mundo está gostando dessa ideia.

O crescente interesse nos brechós online foi motivado por uma combinação de coisas. Uma delas é a tecnologia, com plataformas que permitem às pessoas comprar e vender bens usados, incluindo roupas, bolsas e sapatos.

Um novo nicho de micro-varejistas surgiu, negociando exclusivamente no ambiente virtual, e não apenas vendendo itens de sua propriedade, mas também comprando produtos de outras fontes.

A ascensão do consumidor consciente é outro fator importante. O ambientalismo se tornou popular, alterando as atitudes das pessoas com relação à comida, como viajam e agora as roupas que vestem também. O ThredUP descobriu que 72% dos consumidores têm maior probabilidade de comprar de fontes ecológicas.

Entenda como funciona o brechó online

As duas americanas que conheci na viagem são irmãs e sempre adoraram o mundo da moda! Um certo dia, quando resolveram arrumar seus closets, perceberam que tinham um volume imenso de roupas, sapatos e bolsas de luxo. Coisas que nem sempre eram usadas.

Então, tiveram a ideia de abrir um brechó online para vender alguns itens seminovos. O negócio foi crescendo tanto que elas disponibilizaram o site para o envio de fotos de peças de luxo que poderiam ser vendidas, ou seja, começaram a consignar produtos de terceiros e vendê-los também.

Elas disseram que dois anos atrás não tiveram dificuldade na abertura do brechó online porque isso não exige muita experiência técnica. E usaram um perfil do Instagram para divulgar e expandir o negócio e obtiveram muito sucesso.

A rede social foi fundamental para aumentar sua base de clientes: uma ótima ferramenta para identificar e ensinar os consumidores sobre o que você faz. Com o sucesso na divulgação, peças de todos os estilos e gostos começaram a chegar ao brechó e elas organizaram por marca, em ordem alfabética. Em um ano, o site já tinha mais de 100 marcas de luxo cadastradas.

Para comprar é muito fácil, basta fazer um cadastro (login e senha) e sinalizar as peças de interesse. O pagamento pode ser feito via cartão de crédito, débito e boleto bancário. Geralmente, a entrega é feita pelo correio local, mas também existe a opção de buscar as peças em um escritório na cidade de Boston.

Quem deseja vender basta preencher um formulário no site com os dados da peça para avaliação: ano da compra, material, tamanho, tempo de uso; e anexar diversas fotos com as especificações solicitadas. Depois é só aguardar o retorno da avaliação junto com a precificação e todos os detalhes da venda.

Essa é uma estratégia que você também pode adotar para ter uma renda extra. Fique atento!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.