Como fazer intercâmbio no Canadá? 5 dicas decisivas

Como fazer Intercâmbio para o Canadá?

Você sabia que o Canadá é o país onde o basquete foi criado? E que sua capital, Ottawa, é a segunda capital mais fria do mundo? E que seu nome tem origem na palavra indígena “Kanata”, que significa “povoação pequena” ou “a vila”?

Mas, embora o país não tenha uma população grande se comparado a outras nações desta extensão – o Canadá é o 2º maior país do mundo e tem 37,59 milhões de habitantes, enquanto o Brasil é o 5º e tem 209,3 milhões –, de fato a região vem recebendo cada vez mais pessoas, sejam imigrantes, estudantes ou turistas.

E boa parte dessas pessoas escolhem ir para o país por meio de intercâmbio. Nesta hora, algumas dúvidas surgem:

  • Como fazer intercâmbio no Canadá?
  • Quais são os tipos de intercâmbio disponíveis?
  • Como estudar e trabalhar no Canadá?
  • Quais são os preços médios para viver lá?

Então confira nossas dicas e já comece a planejar a sua viagem. Boa leitura!

Como fazer intercâmbio no Canadá: 5 dicas para você fazer boas escolhas na hora de organizar sua viagem

A seguir, vamos falar de alguns dos principais passos para você se programar e saber como fazer intercâmbio no Canadá. Contudo, é importante frisar que, dependendo da modalidade de viagem que você fizer, essas etapas podem ser mais ou menos complexas.

Como fazer Intercâmbio para o Canadá - Alberta
Como fazer Intercâmbio para o Canadá – Alberta

1. Tenha claro o seu objetivo

A primeira coisa que você precisa para fazer intercâmbio no Canadá é definir o objetivo dele, pois isso afetará todas as outras escolhas em relação a viagem, como duração e orçamento, por exemplo.

Uma das vantagens é que há vários tipos de intercâmbio para o Canadá. Abaixo, listamos e explicamos alguns dos mais conhecidos e importantes.

Cursos de idioma

São os mais populares, aqueles em que você tem aulas para aprender um idioma de acordo com seu nível de conhecimento e idade. No Canadá, um benefício é poder estudar tanto inglês quanto francês, já que ambas são línguas oficiais do país.

Cursos para negócios

São focados em ensinar a língua para quem quer desenvolver a carreira no segmento de negócios. Há formações mais gerais e outras voltadas para determinados cargos ou segmentos, como para gestores ou para administração de empresas.

Estudo e trabalho

São intercâmbios que combinam estudar e trabalhar no Canadá. Geralmente, são com cursos e oferecem estágios remunerados em áreas como negócios, tecnologia da informação, engenharia, marketing, design, saúde etc.

Formação profissional

São cursos de curta, média ou longa duração com o foco na formação de profissionais para o mercado de trabalho. Entre eles está o chamado College.

Graduação e pós-graduação

Voltado tanto para profissionais que querem entrar no mercado de trabalho ou na academia. No Canadá, muitas universidades têm programas de vagas para alunos internacionais e o processo seletivo é semelhante ao das universidades nos EUA: são solicitados essays, histórico e notas de exames.

Um ponto positivo é que muitas universidades também oferecem bolsas para os estudantes estrangeiros, justamente para atraí-los. Existem graduações ministradas tanto em inglês quanto em francês.

High school

Para fazer intercâmbio no Canadá durante o high school (ensino médio), o estudante precisa ter pelo menos nível intermediário de inglês. É possível permanecer no país por um semestre – entre setembro e fevereiro ou entre fevereiro e junho – ou por um ano.

Preparação para testes

Focados em exames de certificação e proficiência em língua estrangeira, sendo o TOEFL um dos mais famosos.

No Canadá, há também a possibilidade de estudar para exames de proficiência do idioma francês, como o TCF, TEFAQ e TEF.

Programas de férias

São intercâmbios voltados para o período de férias, geralmente de crianças e adolescentes, e costumam durar entre uma semana e um mês.

Dicas sobre intercâmbio para o Canadá
Dicas sobre intercâmbio para o Canadá

2. Escolha a cidade

As alternativas em relação à região que quer ficar vão depender muito do idioma que você quiser aprender.

Se for inglês, terá mais escolhas, já que praticamente todas as grandes cidades canadenses – Calgary, Vancouver, Toronto, Montreal etc. – possuem opções nesta língua. Se você optar pelo francês, deverá focar nas regiões francesas – como Montreal e Quebec.

Além disso, o estilo das cidades também deve pesar na sua escolha; afinal, você passará um tempo considerável lá e deve optar por um local que ofereça o tipo de atração e clima que combinam com aquilo que mais gosta.

Por exemplo, Montreal tem as tradições e a cultura mais parecidas com as francesas, além de ser conhecida como a capital cultural do país. Vancouver tem o clima mais ameno e oferece mais contato com a natureza, já que está próxima de montanhas, está perto do mar e é cheia de áreas verdes. Já Toronto é uma grande metrópole voltada para negócios e com efervescente vida cultural e noturna.

Leia mais: Qual é cidade mais segura do mundo?

3. Defina um orçamento

Não dá para explicar um planejamento de uma viagem sem falar do preço do intercâmbio no Canadá.

Entretanto, infelizmente não é fácil dizer com exatidão quanto custa passar um tempo no país, já que isso dependerá do tipo de intercâmbio que você quer fazer, quanto tempo irá ficar e a cidade que irá escolher.

No entanto, apenas a título de referência, vamos citar alguns valores de cursos para que você tenha uma ideia para estipular seu orçamento:

  • Cursos de idioma: R$ 799,20 por 20 horas (uma semana) em uma escola de Toronto;
  • Cursos para negócios: R$2.417,58 por 30 horas (uma semana) em uma escola de Toronto;
  • Formação profissional: R$31.635,00 por 51 semanas de duração para diploma em Data Analytics;
  • Preparação para testes: R$2.417,58 por 45 horas (duas semanas) para curso preparatório para o IELTS.

Leia mais: Paris, Hong Kong e Singapura são as cidades mais caras do mundo

4. Cuide da documentação necessária

Não basta apenas compreender como fazer intercâmbio no Canadá, é necessário organizar toda a documentação necessária para que você possa entrar no país e permanecer o período combinado.

Entre os documentos necessários estão:

  • Carta de aceitação: para fazer intercâmbio, brasileiros precisam da carta de aceitação, documento que comprova que o estudante foi aceito ou pagou por algum programa de ensino em uma instituição canadense;
  • Comprovante de renda: você precisa comprovar que tem renda para se manter no país durante o tempo do intercâmbio. Esse valor deve incluir gastos com passagens aéreas de ida e volta, estadia, alimentação, matrículas, despesas com o curso etc;
  • Exames médicos: São obrigatórios para estudantes que querem fazer cursos de mais de 6 meses. Eles são realizados por médicos credenciados pelo próprio consulado canadense;
  • Passaporte válido: para entrar no Canadá, seu passaporte precisa estar dentro da validade. Verifique o estado do seu e, caso seja necessário, peça um novo;
  • Vínculo com o Brasil: exigência feita para que tenham alguma garantia de que você voltará para o país de origem. Exemplos: ter família no Brasil, levar uma carta apontando vínculo de trabalho ou acadêmico, ter empresa aqui, etc;
  • Visto: se seu intercâmbio for de duração menor que 6 meses, você não precisa de visto de estudante, pode tirar o de turista. Porém, a permissão de estudante permite que você trabalhe caso queira. Veja o post da Descubra o Mundo sobre o visto de estudante do Canadá.

Leia mais: Turistas dos EUA, Canadá e Japão não precisam de visto para o Brasil

5. Conte com o apoio de uma agência de intercâmbio

Como você viu, planejar um intercâmbio para o Canadá pode dar bastante trabalho e lhe sobrecarregar. Sendo assim, considere contar com o auxílio de uma agência de intercâmbio para este processo.

Inclusive, já abordamos aqui no blog se agências de intercâmbio valem a pena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *